Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page



Logo/Música no Tempo

Guillaume de Machaut – O Maior Compositor Medieval
Guillaume de Machaut – O Maior Compositor Medieval
Guillaume de Machaut – O Maior Compositor Medieval

A Lenda das Amendoeiras em Flor

https://arteemtodaaparte.wordpress.com

/tag/pintura-medieval/

 Música medieval

Guillaume de Machaut – O Maior Compositor Medieval

http://www.spectrumgothic.com.br

/gothic/gotico_historico/obscurantismo.htm

Instrumentos medieval

http://www.musicadeboda.es/indexpo_

archivos/medieval-musica-2.jpg

Bejís Medieval: El traje de los músicos en el S.XII

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A arte dos trovadores
A arte dos trovadores

 

 

 

Introdução

A mais antiga manifestação literária do galego-portuguesa de que se tem notícia é “Ora faz ost´o senhor de Navarra”, escárneo político do português João Soares de Paiva, datada por volta de 1196 ou 1198. Ao ser essa cantiga a mais antiga registada, a crítica data destes anos o começo da lírica medieval galaico-portuguesa, se bem que já há algum tempo fosse cultivada. Dão-se como datas simbólicas da morte abrupta desta estética ora 1350, ano da redacção do testamento do Conde de Barcelos, ora 1354, ano em que morre este último mecenas. Após esta época de esplendor deu-se uma etapa de transição decadente conhecida como a Escola galego-castelhana, que tem a sua representação em numerosos autores activos entre a segunda metade do século XIV e a primeira do XV, recolhidos no Cancioneiro de Baena. Esta época é antesala dos Séculos Escuros da Galiza e do Quinhentismo en Portugal.

Admite-se que a iniciativa do movimento poético-musical tenha partido do sul da França, da Proença, cujos trovadores denominavam-se troubadours e produziam da língua d’oc, de onde se originou a língua espanhola. Os trovadores do norte da França chamavam-se trouvères, e produziam na língua d’oil, que se transformou na língua francesa. Eram igualmente numerosas, cerca de 450 pessoas, embora os do norte tenham produzido muito mais peças, de maior virilidade, dada pelo idioma menos harmonioso, e de temas mais complexos. Os trovadores alemães chamam-se Minnesaenger e Meistersaenger, cuja arte Meistersaenger. Interpretavam pessoalmente suas composições, que eram longas, bem cuidadas e não simples canções populares. Usaram notação quadrada e ritmo melódico decorrente da métrica poética.

A arte dos trovadores

A arte dos trovadores, para bem compreendidas, há que se considerar de par com o espírito cavalheiresco medieval, com as Cruzadas e com a alma religiosa que as animou. As canções são de várias espécies, classificadas em canções pessoais ou narrativas. Entre as canções pessoais, temos: Canção amorosa, culto amoroso do trovador pela sua dama. Canção política tem por objetivo o louvor, o elogio ou a censura às pessoas ou aos fatos. Planh (lamento) canção de morte criada por ocasião da morte de um grande Tenso disputa em torno de um assunto de galanteria, de política ou de moral, canção dialogada. Canção das cruzadas exaltando a guerra santa e convidando a participar dela. Jogo partido desafio poético entre interlocutores. No segundo gênero, estão colocados: Alba música e letra com profunda influência poética, a mais erudita. Chanson de toile narração de tristes amores pastourelle diálogo galante entre uma pastora e um cavalheiro.  Baladas, rondós, estampie breves temas separados por estribilho constante.

 Importância da arte trovadoresca

Os trovadores contribuíram em muito para o desenvolvimento da arte musical. Eram os divulgadores dos costumes e práticas musicais pelas viagens, promovendo o desenvolver do conhecimento e dos gostos musicais; disseminação do uso dos seus movimentos musicais; o quadramento das melodias contribui para o advento da música mensurada; uso frequente de alterações cromáticas contribui para o surgimento das escalas modernas.